MICHAEL JACKSON, “O Rei do Pop”, e o magnífico “Bad”.

Os anos 80 tiveram muita importância para a música Pop, vários discos de sucesso foram lançados, milhares de cópias vendidas, vários artistas reconhecidos mundialmente e que literalmente tornaram-se os famosos Pop-Stars, mas um deles se destacava dos demais e se tornou o REI! Só poderíamos estar falando de uma pessoa, Michael Jackson.

O Rei do Pop lançava em 31.08.1987 um dos seus mais bem-sucedidos álbuns, “Bad”, que veio com a missão de ser ainda melhor que seu antecessor, “Thriller”, que simplesmente foi o álbum mais vendido de todos os tempos, que missão hein?

“Bad” não teve a mesma vendagem, mas teve excelentes números, cerca de 35 milhões de cópias foram vendidas, abaixo da expectativa de Jackson, que esperava mais de 100 milhões de cópias, porém, ele entrou na galeria dos mais vendidos de todos os tempos.

Infelizmente Bad” foi o último álbum da parceria entre Michael Jackson e o seu famoso produtor Quincy Jones, que produziu seus álbuns anteriores “Thriller” e “Off The Wall”.

Nas edições em vinil e K7 foram lançadas 10 faixas, porém, na versão em CD foi incluída a canção “Leave Me Alone”, que antes foi lançada como faixa bônus e depois seria também lançada como compacto.

São 48:16 minutos, com muito Pop, R&B, Soul e vários sucessos. Foi a primeira vez na história da música que um artista colocou cinco músicas de um mesmo álbum em 1º lugar nas paradas, também foi batido um novo recorde, pois estreou direto na 1ª posição em 25 países e foi o álbum de Jackson que vendeu mais rápido.

Para esse álbum, Jackson contou com importantes nomes como o excelente guitarrista, Steve Stevens, que tocava na banda de Billy Idol, a vocalista Siedah Garrett e o genial Stevie Wonder.

Jackson contratou diversos músicos para tocar em “Bad”, mas os principais foram: David Williams (Guitarra), John Robinson (Bateria), Larry Williams (Saxofone), Nathan East (Baixo) e Greg Phillinganes e Steve Porcaro (Sintetizadores).

As letras chamaram a atenção por falarem sobre perseguição da mídia, paranóia, discriminação racial, paz mundial e amor.

Michael Jackson Bad

Faixas:

  1. “Bad” (Michael Jackson) – 4:07
  2. “The Way You Make Me Feel” (Jackson) – 4:58
  3. “Speed Demon” (Jackson) – 4:01
  4. “Liberian Girl” (Jackson) – 3:53
  5. “Just Good Friends” (Terry Britten, Graham Lyle) – 4:05
  6. “Another Part Of Me” (Jackson) – 3:53
  7. “Man In The Mirror” (Siedah Garrett, Glen Ballard) – 5:18
  8. “I Just Can´t Stop Loving You” (Jackson) – 4:13
  9. “Dirty Diana” (Jackson) – 4:40
  10. “Smooth Criminal” (Jackson) – 4:16
  11. “Leave Me Alone” (Jackson) – 4:37

O álbum abre com a faixa título, “Bad”, que se tornou um dos maiores sucessos de Jackson, 1º lugar em todas as paradas de sucesso mundo afora e seria uma canção feita para ser um dueto entre Michael Jackson e Prince, para aproveitar a rivalidade deles e promover a música, porém, Prince não teria aceitado por não ter gostado da letra da canção.

A letra fala sobre a história de um jovem arruaceiro que foi mandado para uma escola longe do local que ele morava e após retornar para seu lar, teria despertado a inveja nos antigos amigos.

O videoclipe de “Bad” é um curta metragem de 18 minutos, dirigido pelo mestre da sétima arte, Martin Scorcese, com mais de 2 milhões de dólares de orçamento, é um dos clipes mais caros da história e conta com o ator americano Wesley Snipes, porém, existe uma versão mais curta de 04 minutos.

“The Way You Make Me Feel”, vem logo em sequência e foi mais um hit de Jackson a alcançar o topo das paradas americanas da Billboard, foi o 3º compacto do álbum e é uma canção que fala sobre amor.

“Speed Demon” foi criada logo após Jackson receber uma multa de trânsito por alta velocidade e seu produtor Quincy Jones o incentivou a fazer uma música sobre isso.

“Liberian Girl” fala de uma história de amor de uma garota nascida na Libéria e a canção foi muito bem recebida nesse país africano e se tornou um grande sucesso do cantor. O videoclipe conta com diversas personalidades amigas de Jackson.

“Just Good Friends” é um dos duetos do álbum, esse com Stevie Wonder e fala sobre uma disputa alegre por uma garota, é uma das duas faixas do álbum que não foi escrita por Michael Jackson.

“Another Part Of Me” é mais uma canção que fala de amor e bem dançante, os passos de dança dessa música apareceriam no filme Moonwalker de Michael Jackson em 1988 e apareceu em trilhas sonoras de outros filmes, mais um grande sucesso do Rei do Pop.

“Off The Wall”, um divisor de águas na carreira do Rei do Pop, MICHAEL JACKSON!

As Boy Bands e o fenômeno NEW KIDS ON THE BLOCK.

“Man In The Mirror” foi outro sucesso do disco a chegar no topo das paradas, cuja letra é bem pessoal de Jackson e fala de sua vontade de mudar o mundo e transformar as pessoas, como grande filantropo que foi, ajudar os outros era uma causa constante na sua vida. O videoclipe dessa canção é cheio de montagens com grandes personalidades e eventos da época.

“I Just Can´t Stop Loving You” é o segundo dueto do álbum e conta com Jackson cantando com Siedah Garrett, foi o 1º compacto a ser lançado e foi logo ao 1º lugar das paradas.

“Dirty Diana” é uma canção com uma pegada mais Rock n’ Roll do álbum e conta com Steve Stevens na guitarra solo, a letra da música faz referência às groupies, aquelas que fazem de tudo para estar do lado de seu artista preferido, porém, foi muito falado na mídia que a letra poderia ser uma alfinetada em sua amiga Diana Ross, o que foi negado mais adiante, outra Diana que foi lembrada por essa canção foi a Princesa de Gales, Lady Di, que também não tem nada a ver com a letra da música.

“Smooth Criminal” é um capítulo à parte, outro mega sucesso do disco, 1º lugar em todas as paradas, uma das músicas preferidas dos fãs, trilha sonora principal do filme de Jackson e de seu jogo de videogame lançado pela Sega, Moonwalker, e até hoje tocada pelo mundo todo.

Uma curiosidade dessa música é que o refrão da música contém a frase: “Annie, você está bem? / Annie, are you ok?”, esta é uma frase usada em Cursos de Ressuscitação Cardiopulmonar (CPR), e Michael Jackson é conhecido por ter feito um curso desses.

Resusci Anne, também conhecida como “Annie” em países de língua inglesa, é o nome do manequim comumente usado no treinamento em CPR. Como parte do curso, os alunos são ensinados a dizer “Annie, você está bem?”.

O histórico videoclipe de Smooth Criminal também merece destaque, pois foi nele que Jackson usou um dos seus figurinos mais marcantes: Terno e chapéu branco, além de lançar um de seus mais famosos passos, o Anti-gravity Lean, que era considerado impossível de ser feito, mas graças a mecanismos que Jackson criou, foi possível também reproduzir o passo em shows ao vivo usando fios e um mecanismo de engate embutido no chão e nos sapatos dos dançarinos, permitindo assim que eles se inclinassem para fazer o passo, genial!.

“Leave Me Alone” é a última música do disco e fala da falta de liberdade, da perseguição que Jackson sofria dos famosos paparazzi e dos diversos boatos que saíam na mídia a seu respeito, algumas falsas, outras não.

O videoclipe retrata bem esse cenário e acabou por ganhar um Grammy em 1990 por melhor videoclipe, mais um hit de Jackson.

O que se viu foi que “Bad” se tornou um dos discos mais importantes de Jackson, um dos mais importantes dos anos 80, um dos mais importantes da história do Pop e um dos mais vendidos de todos os tempos!

Por isso, tudo nesse álbum é grandioso e marcante. Você ouve ele sem parar e não tem como deixar de lembrar do gênio que Michael Jackson foi. “Bad” ficou em 4º lugar nos 100 maiores álbuns de todos os tempos pela MTV Americana, na posição de nº 202 entre os 500 melhores de todos os tempos pela revista Rolling Stone EUA e foi relançado em 2001 com algumas raridades.

É um disco com a cara, importância e reconhecimento que o Rei do Pop sempre teve e que seus fãs sempre lembrarão com muito carinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *