A Rainha da Disco Music, DONNA SUMMER e seu épico “Bad Girls” (1979)

Os anos 70 foram importantíssimos na história da música, nessa década diversas bandas e ritmos fizeram muito sucesso e influenciaram muita gente boa que veio depois desse período. A Disco Music teve seu auge entre os anos 70 e o início dos anos 80, com grandes artistas, porém, uma delas se sobressaiu e marcou seu nome na história, estou falando de LaDonna Adrian Gaines, mais conhecida por DONNA SUMMER, estrela máxima da era Disco e que em 1979 lançou seu sétimo álbum de estúdio e o mais aclamado pela crítica e público, “Bad Girls, que acabou sendo um dos mais influentes e vendidos de toda a Disco Music. Detalhe, ela já tinha uma carreira bem antes da explosão da era Disco e mesmo após o término daquela cena, ela continuou com destaque.

A qualidade desse disco é imensa, pois além da Disco Music, Donna Summer também cantou muito bem baladas, Soul Music, R&B, Pop e teve a esperteza de acompanhar a cena Rock N´Roll que estava em alta e colocou elementos em suas canções, só lembrando que ela em seu começo de carreira chegou a tocar numa banda de Rock, The Crow, somente depois vindo a enveredar para a Disco Music. O álbum contém 15 faixas, é duplo e cheio de sucessos em seus aproximadamente 72 minutos, com letras que falam de amor, relacionamentos, sexo, aventuras, honra, viagem, sorte e festa. A maioria das faixas foi composta por Donna Summer e seus parceiros Pete Bellotte e Giorgio Moroder, que foi um importante nome da era Disco, como cantor, produtor, compositor e DJ.

Donna Summer Bad Girls

FAIXAS:

  1. “Hot Stuff” – (Pete Bellotte / Harold Faltermeyer / Keith Forsey) – 5:14
  2. “Bad Girls” – (Donna Summer / Bruce Sudano / Joe Esposito / Edward Hokenson) – 4:55
  3. “Love Will Always Find You” (Bellotte / Moroder) – 3:59
  4. “Walk Away” (Bellotte / Faltermeyer) – 4:27
  5. “Dim All The Lights” (Summer) – 4:40
  6. “Journey To The Center Of Your Heart” (Bellotte / Moroder) – 4:36
  7. “One Night In a Lifetime” (Bellotte / Faltermeyer) – 4:12
  8. “Can’t Get To Sleep At Night” (Bob Conti / Sudano) – 4:45
  9. “On My Honor” (Summer / Faltermeyer / Sudano) – 3:34
  10. “There Will Always Be a You” (Summer) – 5:07
  11. “All Through The Night” (Summer / Bruce Roberts) – 6:01
  12. “My Baby Understands” (Summer) – 4:03
  13. “Our Love” (Summer / Moroder) – 4:51
  14. “Lucky” (Summer / Moroder / Esposito / Hokenson / Sudano) – 4:37
  15. “Sunset People” (Bellotte / Faltermeyer / Forsey)

Várias canções desse álbum viraram clássicos da cantora e de toda a Disco Music, como por exemplo a faixa de abertura, “Hot Stuff”, que é uma canção que fala sobre aventuras amorosas, amores e amantes, é uma canção bem Rock N’ Roll que mostra Donna Summer na sua época de roqueira, a destacar o solo de guitarra de Jack Baxter (Ex- Steely Dan), que deu um toque especial à canção. É uma das músicas mais populares de Summer, um clássico máximo das Discotecas, sendo regravada por vários artistas posteriormente e usada em trilhas sonoras de filmes. Graças a essa canção, Donna Summer ganhou um Grammy por Melhor Performance Vocal Feminina de Rock em 1980, quando foi instituído essa categoria no Grammy. A faixa-título “Bad Girls” é outro enorme sucesso do álbum e um dos maiores da cena Disco, com sua letra que fala de prostituição, cuja inspiração veio de uma assistente de palco de Summer que foi ofendida por um policial que a confundiu com uma prostituta e depois disso a canção foi gravada, porém, o dono da gravadora após ouvir a canção queria que Donna Summer desse à Cher para que ela gravasse em seu disco, o que foi prontamente recusado. No próprio encarte do disco, Summer encarnou o clima sexy da canção e posou com roupas que lembravam as prostitutas de época, além de fotos com policiais e cafetões. Junto com “Hot Stuff” talvez sejam os maiores sucessos da carreira de Donna Summer e as suas músicas mais conhecidas no mundo inteiro, verdadeiros clássicos!.

As Boy Bands e o fenômeno NEW KIDS ON THE BLOCK.

“Dim All The Lights” é mais um grande sucesso da carreira de Summer e tem uma sonoridade mais Pop, sendo que no seu começo parece ser uma balada, até que o ritmo muda completamente e vem uma canção bem dançante que fala de amor, sexo, música e festa. É uma canção composta inteiramente por ela. “On My Honor” é outra grande canção do álbum, dessa vez é uma belíssima balada, fugindo um pouco da sonoridade mais dançante da maioria das músicas do disco. Com belos arranjos, letra suave que fala de amor, relacionamentos e honra, mostra a excepcional intérprete que Donna Summer era, tanto nas músicas mais dançantes quanto nas mais lentas, maravilhosa. “Our Love” com sua letra que fala sobre relacionamento amoroso, é mais um grande sucesso do disco e na mesma linha dançante da maioria das faixas. “Lucky” é mais um hit do álbum e segue a linha Disco, com seus elementos principais bem executados como a linha de baixo, sintetizadores e sua letra falando de um sortudo relacionamento amoroso. É bem dançante e remete imediatamente às pistas de dança, bela canção. Fechando os grandes hits temos “Sunset People”, canção super dançante que mostra resumidamente como era a rotina numa das vias mais conhecidas do mundo, a Sunset Boulevard nos EUA, que corta as cidades de Los Angeles e Beverly Hills. Sua letra mostra como era aquele frenesi com pessoas, festas, aventuras, luxuria, glamour, intensidade e tentações que eram comuns naqueles tempos de Discoteca. Fecha o disco com chave de outro e marca mais um clássico na carreira da Rainha da Disco Music.

Pode-se dizer que Donna Summer foi muito influente e fundamental para o que viria ser anos mais tarde a Dance Music e seus mais variados estilos como a Eurodance, House, Miami Bass Freestyle, Garage, dentre outros e ela mostrou ao mundo nesse álbum todo o seu talento como cantora dos mais variados estilos e não somente de Disco Music, não à toa ela é considerada a Rainha da Disco Music. Infelizmente este seria o último mega álbum de Summer, já que anos mais tarde a Disco perderia força e ela ficaria estigmatizada apenas como uma cantora desse ritmo, tal qual os Bee Gees e apesar de ter ido mais para o Pop / Dance Music nos anos 80 e 90, ter tido um bom disco “Another Place and Time” (1989), não foi suficiente para que ela voltasse ao topo das paradas. Uma das maiores cantoras de todos os tempos, uma das que mais vendeu discos (Mais de 200 milhões de cópias) e uma das mais talentosas e influentes de seu tempo, Donna Summer morreria em 17.05.2012 vítima de câncer de pulmão e deixou uma obra riquíssima, da qual destaca-se sua obra-prima de 1979, “Bad Girls”. RECOMENDO!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *