“Colour By Numbers” e a geração New Wave representada pelo CULTURE CLUB!

A New Wave foi um gênero que surgiu na segunda metade dos anos 70 e incorporava muitos elementos de música eletrônica e disco, um dos grupos que melhor sintetizou todo esse movimento, foi o britânico Culture Club, do icônico e irreverente vocalista, Boy George.

Em 1983, o Culture Club lançou seu 2º álbum e que acabou sendo o álbum de maior sucesso da banda, Colour By Numbers”, que vendeu mais de 16 milhões de cópias mundo afora e emplacou grandes sucessos. Está na posição de número 96 entre os 100 melhores álbuns de 1983 pela revista Rolling Stone e incluído no livro “1001 discos para ouvir antes de morrer”.

Colour By Numbers é um álbum com um mix de baladas e músicas mais agitadas, com aproximadamente 38 minutos, 10 faixas, com letras diversas, seja falando de amor, relacionamentos, situações pessoais e até mesmo falando da famosa imprensa inglesa e seus paparazzi. É um álbum onde George aflora suas experiências amorosas através de suas letras. A formação da banda era a mesma do álbum de estreia da banda, com Boy George (Vocais), Mikey Craig (Baixo), Roy Hay (Guitarra) e Jon Moss (Bateria). Foram lançados 05 compactos e que se tornaram grandes sucessos do Culture Club. Todas as faixas foram escritas pela banda.

Culture Clube Colours By Numbers

Faixas:

  1. Karma Chameleon (4:12)
  2. It´s a Miracle (3:25)
  3. Black Money (5:19)
  4. Changing Every Day (3:17)
  5. That´s The Way (I´m Only Trying to Help You) (2:45)
  6. Church of The Poison Mind (3:30)
  7. Miss Me Blind (4:30)
  8. Mister Man (3:36)
  9. Stormkeeper (2:46)
  10. Victms (4:55)

O primeiro compacto lançado foi “Church Of The Poison Mind”, onde fica bem evidente a participação da backing vocal, Helen Terry, que foi fundamental para o som da banda e nesse álbum mais ainda. Durante uma entrevista em 1984, o músico americano Bob Dylan, quando perguntado se ele pertencia à alguma igreja ele respondeu: “Eu pertenço à igreja da mente venenosa (Church of The Poison Mind)”, Essa música foi direto para o 2º lugar das paradas britânicas. Logo em seguida seria lançado o maior sucesso do Culture, “Karma Chameleon”, um dos hinos da New Wave, até hoje tocado em festas retrô, em rádios e até usada por políticos, em virtude da palavra Chameleon (Camaleão).

George falou que a canção fala sobre o medo da alienação que as pessoas tem e que se você não é verdade, se você não age como você se sente, então você tem a justiça do Karma. No videoclipe também muito conhecido, Boy George aparece com o que se tornaria a sua marca registrada: muita maquiagem, roupas bem coloridas, luvas sem dedos, longas tranças e chapéu preto. Um mega sucesso que vendeu 7 milhões de compactos ao redor do mundo e ficou em nono lugar numa pesquisa das melhores músicas dos anos 80 pelo canal britânico ITV e 1º lugar nas paradas americanas por 03 semanas seguidas.

“Victims” é uma balada que fala principalmente do problemático relacionamento entre Boy George e o baterista Jon Moss. Há uma versão demo dessa música no Box Set lançado em 2003, onde os dois discutem muito entre os takes da música. Apesar disso, a canção também foi um sucesso e bem tocada principalmente no Reino Unido.

“Miss Me Blind” foi o compacto seguinte, foi bem tocada e teve relativo sucesso nas paradas. Na letra da música percebe-se uma menção ao primeiro álbum da banda, “Kissing To Be Clever”. “It´s a Miracle” foi o último compacto a ser lançado e também se tornou um hit da banda, a música teve boa execução nas paradas.

Rock com AEROSMITH e seu aclamado “Get a Grip”.

New Wave com “Business As Usual”, o maior sucesso do MEN AT WORK!

Recomendo ouvir todo o álbum, que acabou sendo um divisor de águas na carreira da banda, já que os outros que viriam não teriam mais o mesmo sucesso e relevância de Colour By Numbers, além disso a MTV deu muita importância à banda e seus clipes foram muito divulgados naquele período e com isso a popularidade do Culture Club cresceu muito. É um verdadeiro clássico dos anos 80 e sem dúvida um dos mais importantes da New Wave.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *